Com a quarentena, reclusão, isolamento social e, com isso, a suspensão das atividades nas igrejas, houve um aumento crescente na demanda de transmissão das atividades das igrejas, não só no Brasil mas como no mundo todo.

Para as igrejas que possuíam internet fixa em suas instalações, o processo foi menos complexo, aproveitando a estrutura já existente. Menos complexo no sentido de que, além da conexão com a internet, fazia-se necessária a captura das imagens e muitas recorreram às acessíveis webcams, principalmente os modelos C9xx da Logitech. A demanda foi tanta que o produto esgotou no mercado nacional e internacional. Em março de 2020, o modelo C920 estava custando R$ 400,00. Atualmente (este artigo foi escrito em 10.07.2020) o mesmo modelo está sendo vendido (no Mercado Livre), em média, por R$ 1.200,00.

Mas, voltando ao assunto. As igrejas se adaptaram e passaram a transmitir seus cultos, suas atividades regulares, pela Internet. Outras, entretanto, não tiveram a mesma oportunidade, seja por não dispor de internet fixa ou não dispor de uma webcam ou filmadora para realizar as transmissões.

Lembrando que, se você precisar de consultoria para a implementação de transmissões multiplataforma na sua igreja, instituição de ensino, empresa, basta entrar em contato conosco.

Assim, muitas igrejas passaram a utilizar o smartphone para transmitir os cultos pelo Facebook Video ou pelo Instagram, pois dessa maneira, não precisariam de uma câmera de vídeo ou webcam e nem mesmo internet fixa na sua igreja.

Mas, como “todo mundo” estava transmitindo pelo YouTube, aqueles que estavam usando o smartphone para transmitir seus cultos desejaram transmitir também, pelo Youtube. Mas…

Sim, como você já sabe, o YouTube exige que o seu canal possua, no mínimo, 1.000 inscritos. E, o que mais se vê nos grupos do WhatsApp, são pessoas pedindo para o grupo se inscrever no seu canal, para atingir a tão sonhada marca do milésimo inscrito e assim poder, finalmente, realizar as transmissões no YouTube por dispositivos móveis.

Entretanto, a realidade para muitas igrejas, principalmente as menores é que, dificilmente atingirão a marca de mil inscritos num curto prazo de tempo.

Então, o que eu quero te mostrar é que:

Até mesmo porque, o YouTube não exige que o seu conteúdo seja visto por quem não está inscrito no seu canal. E, claro, a frase acima “mesmo sem ter nenhum inscrito” serve para reforçar que é possível transmitir pela plataforma sem ter inscritos no canal. Mas, quem quer transmitir algum conteúdo deve ter uma base de audiência.

E, para transmitir pelo YouTube, é preciso que a função de transmissão ao vivo esteja ativada no seu canal. Se não estiver, você precisa ativar, pois o processo leva 24 horas para o YouTube liberar a funcionalidade.

Feito isso, preencha o formulário abaixo e receba, INTEIRAMENTE GRÁTIS, o nosso e-book contendo detalhadamente o processo para você conseguir transmitir seus cultos pelo smartphone, no YouTube, sem ter 1.000 inscritos no seu canal.

Está interessando? De qualquer forma, convidamos-lhe a conhecer o nosso website e os serviços que realizamos. Confira o nosso portifólio. Estamos à disposição para atendê-lo naquilo que estiver ao nosso alcance.

Preencha o formulário e receba seu e-book gratuitamente


* Campos obrigatórios. Você receberá o e-book diretamente no email informado acima.